Em tempos de Covid-19, tudo mudou, inclusive a forma de se vestir para ir ao trabalho, seja ele presencial ou à distância. Quem era acostumada a se maquiar diariamente, selecionar brincos, colares, pulseiras e outros acessórios que combinasse com a roupa, a bolsa ou os calçados, teve que se acostumar a deixar alguns hábitos excluídos da rotina e sentar-se em frente ao computador, solitariamente, durante muito tempo. A princípio, houve…

Em tempos de Covid-19, tudo mudou, inclusive a forma de se vestir para ir ao trabalho, seja ele presencial ou à distância.

Quem era acostumada a se maquiar diariamente, selecionar brincos, colares, pulseiras e outros acessórios que combinasse com a roupa, a bolsa ou os calçados, teve que se acostumar a deixar alguns hábitos excluídos da rotina e sentar-se em frente ao computador, solitariamente, durante muito tempo.

A princípio, houve quem gostasse da ideia de poder trabalhar de casa, com mais conforto, descalça e até de pijama, mas a verdade é que isso acabou impactando bastante na vaidade feminina e por consequência, na autoestima da mulher, que passou a se ver sobrecarregada com as tarefas domésticas, o trabalho e muitas vezes, aulas on-line aos filhos, que requerem atenção e ajuda para atingir seus objetivos escolares.

Agora, com a reabertura de alguns locais de trabalho, as mulheres estão redescobrindo sua vaidade e dividindo o espaço do rosto com máscaras de proteção que escondem seus lábios e seu sorriso.

Isso não foi, em momento algum, motivo para que as mulheres se sentissem menos bonitas e estilosas, muito pelo contrário.

Máscaras da moda

Logo, as máscaras que são uma necessidade de proteção para a saúde pública, ganharam ares de acessório de moda e passaram a ser confeccionadas nas mais variadas cores, estampas e modelo e agora buscam harmonizar-se com outros itens do vestuário.

maquiagem
Makes em época de Covid

Quem amava ousar nas cores dos batons, aprendeu a chamar a atenção para os olhos e caprichar ainda mais no lápis, sombra e rímel. Sem falar nas extensões de cílios, que estão cada vez mais em alta.

Uso de acessórios em tempos de pandemia

Quem não vivia sem um grande par de brincos, aprendeu a lançar mão de brincos pequenos e delicados, que também possuem muito charme e não oferecem riscos em relação ao uso da máscara, já que brincos grandes poderiam enganchar e causar algum desconforto.

Em virtude do uso de álcool em gel, muitas mulheres substituíram o hábito de usar anéis folheados a ouro por anéis de prata, mais resistentes ao contato químico e portanto, mais fáceis de higienizar.

Mudança dos cabelos em época de pandemia

Não podemos deixar de falar também, na mudança que os cabelos femininos sofreram durante essa pandemia.

Muitas adeptas dos cabelos curtos deixaram os cabelos crescerem, para evitar a visita frequente ao salão de cabeleireiros.

Há quem esteja ansiosa para voltar a usar os cabelos curtinhos, mas também há mulheres que se redescobriram com seus cabelos longos e nem pensam em cortar as madeixas tão cedo.

O branco também voltou com tudo.

Mulheres que viviam reféns das colorações para não permitir que seus fios brancos ficassem à mostra, permitiram se reconhecer no espelho com alguns fios platinados e adivinhe: não são poucas as mulheres que descobriram que podem se amar com as madeixas grisalhas. “The white is the new black”.

Xô progressiva!

Quem queria há muito tempo iniciar um processo de transição capilar, voltando a aceitar os cachos e crespos, mas não tinha coragem devido à falta de praticidade que todos os cabelos que não são lisos enfrentam, encontrou na pandemia uma oportunidade para deixar os fios voltarem ao estado natural.

Muita gente estava ansiosa para se jogar na progressiva na primeira oportunidade e está tudo bem, porque o que importa é ficar bem consigo mesma, mas quem queria assumir os cabelos como são naturalmente, conseguiu fazer isso tranquilamente, aproveitando o período que esteve em casa para ficar longe da chapinha e da química.

Podemos ver que, apesar de todo tormento causado pela pandemia, ainda é possível encontrar dentro da própria personalidade, formas de se sentir bonita e feliz com a própria imagem e se adaptar para viver mais algum tempo assim, até que por fim, as vida volte ao normal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *